Introdução


Quando os clientes começam a reclamar que determinado site não está funcionando, é necessário realizar uma validação dos DNSs. Muitos provedores utilizam servidores abertos para o provedor. Isso trás uma falsa sensação de segurança e velocidade. Mas é importante manter servidores DNSs que respondem a consultas recursivas.


Para testar o DNS você tem 3 formas básicamente: nslookup, dig e dns benchmark.


O nslookup e o dig são ferramentas de console e permitem uma consulta rápida aos servidores, de forma serial, uma consulta por vez. Já o dns benchmark é uma ferramenta gráfica, para Windows, que realiza uma bateria de testes para vários servidores de forma paralela.


Ferramentas de console


As ferramentas para teste de DNS via console, são escritas da forma a seguir, para escolher um servidor em particular. Caso queira usar o que vem pelo DHCP, basta omitir o servidor de dns. São elas:


nslookp endereço servidor_dns

dig @servidor_dns endereço

dig@servidor_dns -x endereço_ip


Exemplos:


Teste do google.com usando o 8.8.8.8.


Teste do google.com usando o dns padrão do computador.



Teste usando o dig para consultar o endereço do IP do Google DNS.



Ferramenta DNS Benchmark


O DNS Benchmark é uma ferramentas gráfica que possibilita a consulta de vários servidores ao mesmo tempo. Assim você consegue descobrir se o servidore de rede está ativo, e os tempos de resposta dele comparado a vários servidores abertos da Internet.


Ele pode ser encontrado em GRC (Gibson Research Corporation), que tem mais alguns serviços interessantes como teste de Firewall, que abordaremos em um outro artigo. Uma alternativa para download direto é clicando aqui.



É uma tela bem simples, e em Nameservers você pode editar para tirar servidores desnecessários, e adicionar os do seu provedor, para comparar com os servidores abertos. Após 2 ou 3 minutos ele vai apresentar o resultado e você pode comparar. Se você tiver cadastrado o IP do seu provedor e ele aparecer zerado, deve avisar o NOC da empresa para manutenção do servidor. Nos resultados abaixo, é possível notar que os IPs do OpenDNS e do Google tem mais desempenho que o meu roteador wifi. Quanto menores as barras, melhores as velocidades.